x
A Wortex liga para você

Preencha os campos abaixo e em breve um de nossos atendentes entrará em contato.

Preencha o "Contato"
Preencha a "Empresa"
Preencha o "Telefone/Celular"

A qualidade da rosca pode interferir na produtividade

Artígo Técnico - Máquinas Wortex
 
Perfis de rosca para otimização do processo de extrusão, sopro e injeção de polímeros.
 
O processamento do plástico, seja ele por injeção, extrusão, sopro ou qualquer outro tipo de processo moderno requer uma tecnologia altamente sofisticada.
O avanço ocorrido na área da informática proporcionou um considerável aumento na qualidade e produtividade do setor, eliminando muitas das variáveis até a pouco tempo existentes. Entretanto, para que o sistema seja ainda mais eficaz, é fundamental que a rosca utilizada seja adequada à matéria prima, máquinas e processos.
A complexidade das novas resinas, blendas e exigência na qualidade dos produtos, requerem uma tecnologia de projetos de roscas cada vez mais complexa.
Não é objetivo desse artigo discutir a tecnologia, mas sim orientar de maneira mais prática possível, na seleção dos sistemas de extrusão e visualizar alguns dos problemas que nos deparamos no dia-a-dia das nossas atividades.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Perfil “ASCENDENTE
É o perfil normalmente usado pela indústria. A sua aplicação é mais adequada para máquinas com roscas com L/D acima de 24 e com materiais que tem o seu amolecimento gradativo até atingir a temperatura adequada de extrusão.
Exemplo: Polietileno de alta e baixa densidade, Polipropileno, etc.
 
Perfil “REVERSO”
Este perfil é sugerido quando forem processados materiais que necessitem de temperaturas elevadas e maior tempo de residência para atingir o seu ponto de amolecimento, bem como roscas com L/D curto para o tipo de resina.
Exemplo: PEADAPM, Nylon e outros materiais com altas cargas minerais.
 
Perfil “LOMBADA”
É utilizado quando forem processadas resinas não carregadas, mas que necessitem atingir uma temperatura elevada para o seu amolecimento. Todavia, deverá retornar a uma temperatura menor para ser processado pelo cabeçote ou molde. (levando em consideração sempre o L/D da rosca ou volume de injeção).
 
Perfil “PLANO”
Às vezes, é usado quando o percentual da capacidade de extrusão é de 30% a 50% e a resina não é carregada.
NOTA: O perfil correto de temperatura está em função da matéria prima, projeto adequado da rosca, o processo e o componente a ser produzido.
 
CONTRA-PRESSÃO NA ROSCA
 
Contrapressão na rosca é o resultado da aplicação de pressão hidráulica para restringir o movimento de retorno da rosca ou, no caso de extrusão, restringir a passagem do plástico para o cabeçote através do uso de telas. Como resultado, a rosca trabalha mais a resina, aumentando a temperatura através do cisalhamento.
 
VANTAGENS:
Como já foi discutido, o aumento da temperatura por cisalhamento forma uma massa com temperatura e viscosidade mais uniforme.
- Contrapressão também pode melhorar a mistura de cores.
- Contrapressão é uma forma de aumentar a plastificação quando não se tem uma rosca com geometria adequada. (taxa de compressão baixa)
 
DESVANTAGENS:
- Contrapressão aumenta a temperatura, diminui a capacidade de produção da rosca.
- Como a rosca trabalha mais, consome mais energia, aumentando o custo de produção.
- Como pior resultado, a contrapressão gera excessivo desgaste na rosca, no cilindro, nas válvulas, etc.
- Quando usada com fibra de vidro, reduz as propriedades físicas da peça, pois quebra as fibras.
Não existem regras fixas para o uso de contrapressão e sua utilização deverá ser usada somente em casos de emergência ou aplicações especiais.
 
 
PROGRAMA DE SERVIÇOS QUE A WORTEX PRESTA A SEUS CLIENTES
 
• PROJETOS DE ROSCAS E CILINDROS adequados ao processo e matéria prima.
Diâmetro interno de mono-cilindros: mínimo 25mm e máximo 500mm
Diâmetro interno de cilindros duplos: mínimo 30mm e máximo 250mm
Comprimento máximo de rosca e cilindro = 8.000mm
 
• PROJETOS DE ROSCA DE BARREIRA usando tecnologia WORTEX, provada e comprovada nos mercados nacional e internacional para melhorar a qualidade do extrusado com perfeito controle de massa, o que invariavelmente, diminui ciclos e a taxa de rejeição.
 
• PROJETOS DE ROSCA COM ALTO PODER DE MISTURA incorporativa e distributiva sem gerar taxas excessivas de cisalhamento – tudo com tecnologia WORTEX.
 
• FABRICAÇÃO DE ROSCAS conforme desenho ou amostra apresentados.
 
• RECUPERAÇÃO DE ROSCAS com os mais modernos materiais e processos internacionais.
 
• FABRICAÇÃO DE CILINDROS BIMETÁLICOS com ligas importadas.
 
• FABRICAÇÃO DE CILINDROS NITRETADOS 
 
• RECUPERAÇÃO DE CILINDROS Nitretados ou Bimetálicos.
 
• PROJETOS PARA DIMINUIR DIÂMETRO DA UNIDADE DE INJEÇÃO, visando a correção dos tempos de residência do material na rosca para maior eficiência de pequenas peças.
 
• PROJETOS PARA AUMENTAR DIÂMETRO DA UNIDADE DE INJEÇÃO para um maior volume de massa e peças maiores (desde que a máquina e o sistema hidráulico permitam).
 
• PROJETOS COMPLETOS PARA DEGASAGEM DE INJEÇÃO OU EXTRUSÃO, visando a remoção de gases e umidade.
 
• VÁLVULAS INJETORAS, BICOS E PORTA-BICOS – Projetos especiais para melhorar a dispersão de cores e diminuir o desgaste de roscas e cilindros (leva em consideração a geometria da rosca).