Expectativas para feira da INTERPLAST 2016


Até alguns meses atrás tudo indicava que o ano estava perdido. A situação política do país, associada à crise econômica, ao consequente pessimismo dos empresários e a retração de consumo, deixavam a certeza de que todo o esforço de retomada seria em vão. Entretanto, a luz no fim do túnel finalmente apareceu. Independente de opiniões partidárias, os números demonstram certo aquecimento nos negócios da indústria e retorno gradativo dos investimentos. A nova configuração política aumentou a esperança de um fechamento de ano mais equilibrado.
Neste contexto, em 11 dias acontece a Interplast 2016, uma das mais importantes feira de negócios da Indústria do Plástico No Brasil. O evento promete ser um divisor de águas importante porque acontece bem no momento de retomada econômica. A versão de dois anos atrás contou com 30 mil visitantes, 550 marcas expositoras e geração de R$500 milhões em negócios. Já a Interplast 2016 prevê, juntamente com a 3ª Edição da Euromold Brasil, um público visitante de 20 mil pessoas para conferir a exposição de 385 marcas e estima a formação de R$ 300 milhões em negócios. Números aceitáveis devido às circunstâncias vividas pelos empresários brasileiros. “Não é momento de se retrair e deixar de aparecer. É hora das empresas mostrarem seu potencial. Além disso, em uma eventual retomada, mesmo que lenta, as empresas que saírem à frente serão beneficiadas. Valiosas oportunidades de negócios no futuro dependem de ações imediatas. E participar de feiras é uma delas”,observa Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil, organizadora da Interplast.

Wortex apresenta portfólio

A Wortex sempre participou da feira INTERPLAST. “Acreditamos que a Interplast é uma das feiras da cadeia do plástico mais importante na América Latina, representando um importante canal de relacionamento e negócios”, informa Paolo De Filippis, diretor da empresa.

Na feira serão expostos:

- A Linha Challenger Recycler, que processa, com eficiência e baixo custo operacional, uma grande variedade de resíduos de filmes lisos, impressos e metalizados, tais como: • PE • LLDPE • LDPE • MDPE • HDPE • BOPP • PP • PVC • Ráfia • Não Tecidos • Nylon • Polinylon • Filmes de multicamadas • Materiais sólidos de injeção e sopro podem ser dosados no filme;

- Moinhos Wortex que estão disponíveis nos modelos: WMS600, WMS900 e WMS1200;

- Roscas e cilindros (monos e duplos) bimetálicos e nitretados para máquinas de injeção, sopro e extrusão; e projetos especiais de roscas e cilindros (mono e dupla) desenvolvidos pela Wortex de acordo com as necessidades de cada cliente (produtividade, plastificação, homogeneização, mudanças de resinas, etc.).

A WORTEX aplica sua expertise e experiência na fabricação de:

- Linha de Reciclagem (Challenger Recycler, Compounder, Duo e Convencional)
- Roscas, Cilindros e Acessórios
- Extrusoras / Kit de Extrusão
- Linha de Filmes (Challenger Blow Mono ou Multicamadas)
- Moinhos / Shredders
- Troca Tela Manual, Hidráulico ou Continuo
- Sistema de LavagemA WORTEX aplica sua expertise e experiência na fabricação de:
- Linha de Reciclagem (Challenger Recycler, Compounder, Duo e Convencional)
- Roscas, Cilindros e Acessórios
- Extrusoras / Kit de Extrusão
- Linha de Filmes (Challenger Blow Mono ou Multicamadas)
- Moinhos / Shredders
- Troca Tela Manual, Hidráulico ou Continuo
- Sistema de Lavagem



Fonte: Plástico Sul News # 09 - Interplast 2016