Na contramão da crise


Durante quatro dias, de 16 a 19 de agosto, a cidade de Joinville (SC) recebeu mais de 380 marcas expositoras dos setores de plásticos, moldes e ferramentarias. As empresas apostaram na cidade e, indo contra a crise, apresentaram novas tendências e tecnologias nas feiras Interplast e Euromold Brasil.

Em clima geral de satisfação entre os expositores, muitas delas fecharam negócios no próprio evento e outras aproveitaram o ambiente para iniciar contatos. A expectativa da Messe Brasil, organizadora, é de que sejam gerados R$ 350 milhões em negócios nos próximos doze meses.

Sobre a qualificação do público, os números confirmam: 50% dos visitantes com cargos de decisão (gerente, diretor, sócio, coordenador). O evento superou as expectativas dos organizadores e recebeu 22 mil visitantes vindos de 17 países e 23 estados. Destes, 27% procuraram por novos fornecedores e 45% por novos produtos.

Outro dado de destaque são os setores de interesse dos visitantes: Na Interplast, a maior procura foi por máquinas e equipamentos, matérias-primas e produtos plásticos. Já na Euromold Brasil os segmentos mais procurados pelos visitantes foram moldes (injeção, extrusão termoformagem, sopro) seguidos de componentes de moldes e matrizes, design, digitalização e prototipagem.


Números da Interplast e Euromold BRASIL 2016

– 22 mil visitantes
– Visitantes de 17 países (Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, China, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Índia,, Itália, Paraguai, Portugal, Suécia, Suíça, Tailândia, Uruguai)
– Visitantes de 23 estados brasileiros (Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo)
– 50% dos visitantes com cargos de decisão (gerente, diretor, sócio, coordenador)
– Segmentos que visitaram a feira: embalagens (alimentos, bebidas, farmacêuticos, produtos de limpeza e cosméticos), seguido por engenharia, construção civil e automotivo.
– Principais setores de interesse dos visitantes na Interplast: máquinas e equipamentos, matérias-primas e produtos plásticos.
– Principais setores de interesse dos visitantes na Euromold Brasil: moldes (injeção, extrusão termoformagem, sopro) seguido de componentes de moldes e matrizes, design, digitalização e prototipagem.
– Expositores Interplast:
5 países (Alemanha, Brasil, China, Estados Unidos e Hong Kong)
8 estados (Bahia, Ceará, Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo)
– Expositores Euromold Brasil:
5 países (Brasil, China, México, Portugal e Suécia)
4 estados (Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo)
– Expectativa de geração de negócios nos próximos 12 meses em decorrência dos contatos realizados nas feiras: R$ 350 milhões de reais

Wortex na feira INTERPLAST

A Wortex sempre participou da feira INTERPLAST. “Acreditamos que a Interplast é uma das feiras da cadeia do plástico mais importante na América Latina, representando um importante canal de relacionamento e negócios”, informa Paolo De Filippis, diretor da empresa.

Na feira serão expostos:

- A Linha Challenger Recycler (Linha de reciclagem/ extrusora), que processa, com eficiência e baixo custo operacional, uma grande variedade de resíduos de filmes lisos, impressos e metalizados, tais como: • PE • LLDPE • LDPE • MDPE • HDPE • BOPP • PP • PVC • Ráfia • Não Tecidos • Nylon • Polinylon • Filmes de multicamadas • Materiais sólidos de injeção e sopro podem ser dosados no filme;

- Moinhos Wortex que estão disponíveis nos modelos: WMS600, WMS900 e WMS1200;

- Roscas e cilindros (monos e duplos) bimetálicos e nitretados para máquinas de injeção, sopro e extrusão; e projetos especiais de roscas e cilindros (mono e dupla) desenvolvidos pela Wortex de acordo com as necessidades de cada cliente (produtividade, plastificação, homogeneização, mudanças de resinas, etc.).




Fonte: Assessoria de Imprensa – Interplast